sexta-feira, fevereiro 26

Afinal, vale a pena investir em um segundo apartamento? Descubra!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Um segundo apartamento pode ser uma opção de investimento bem interessante. Afinal, se você está procurando aumentar o seu patrimônio, o mercado imobiliário apresenta um ótimo potencial. A pandemia do coronavírus resulta em um bom momento para investir no mercado imobiliário, combinado com uma taxa de juros que está cada vez mais baixa. Além disso, a compra do imóvel traz ótimos potenciais de ganho, desde a valorização do bem para revenda, como o aluguel.

Então, se você tem um perfil de investidor que quer aumentar o patrimônio com uma oportunidade boa e segura, continue lendo o post. Mostraremos quando pode valer a pena investir no segundo apartamento.

Por que o mercado imobiliário é interessante durante a pandemia?

Existem motivos específicos que mostram por que pode ser bem interessante investir em um segundo apartamento durante a pandemia. Primeiramente, um mercado instável lava as pessoas a guardarem seu dinheiro. Logo, existe um reajuste dos mercados e uma queda nas vendas. Para quem quer investir, é um momento bem interessante de comprar. Portanto, o congelamento ou possível queda dos preços apresentam uma ótima oportunidade.

Outro fator é a facilidade do financiamento. Não somente a taxa de juros está muito baixa, mas os bancos e construtoras têm incentivo para reaquecer o setor, trazendo menos exigências e burocracias para quem quer financiar o imóvel. Por fim, também existe a questão do aluguel. Essa é uma renda recorrente, mensal e passiva, muito valiosa para qualquer investidor. Como moradia é uma necessidade primária, que as pessoas sempre precisam, a demanda por um bom imóvel é alta mesmo em tempos de crise.

Cuidados no momento de comprar um segundo apartamento

Ainda que comprar um segundo imóvel seja bem vantajoso, é preciso tomar cuidados ao fazê-lo. Afinal, é um investimento grande e com foco no longo prazo. Como em qualquer investimento, é preciso buscar a maior garantia de um bom negócio possível, para que o ROI seja alto.

Conte com um corretor de confiança

Como na compra de qualquer imóvel, o corretor tem um papel crucial. Primeiramente, é uma profissão regulamentada, o que traz muito mais segurança para quem está comprando ou vendendo. Mas, mais importante, ele é a pessoa mais capaz de encontrar um imóvel que faça sentido para o objetivo de investir. A procura pelo segundo imóvel é bem diferente do primeiro e o corretor que sabe disso ajuda o comprador a encontrar o melhor investimento e não necessariamente o melhor lugar para morar.

Por exemplo, as avaliações do estado da propriedade e do valor do imóvel são ainda mais importantes. Normalmente, na compra do primeiro imóvel, os compradores não ligam tanto em pagar um pouco a mais por ele. Afinal, o maior objetivo é morar e se o apartamento for perfeito, pagar um pouco a mais não é problema. Enquanto a primeira compra é mais emocional, o segundo imóvel é mais questão de investimento, levando a um processo mais frio e calculado. Logo, a avaliação do imóvel e da propriedade devem ser ainda mais precisas.

Invista em um imóvel com perspectivas de valorização

As avaliações são importantes, pois o grande objetivo é escolher imóveis que tenham grande potencial de valorização. Afinal, essa é uma das formas de obter maiores retornos. Mesmo se não houver uma revenda imediata, o aluguel de um imóvel valioso é naturalmente mais alto. Fique atento a todos os fatores de valorização, como aqueles que ficam em bairros com potencial de crescimento. Além disso, a valorização dos imóveis é um fator que deve ocorrer naturalmente no futuro próximo, por conta da recuperação da pandemia. 

Complementando esses fatores externos, também existem fatores internos ao imóvel que podem levar a uma valorização. É possível que o vendedor tenha feito uma avaliação equivocada, vendendo por menos do que o valor real, pode ser que ele tenha pressa na venda, estando disposto a diminuir o preço, o imóvel pode não estar em perfeito estado, mas com uma simples obra fica novo em folha. É preciso avaliar cada caso para reconhecer essas oportunidades.

Considere as formas de pagamento

O investimento no segundo apartamento fica ainda melhor quando a forma de pagamento ajuda. Existem opções interessantes que vão desde o consórcio, até o financiamento. Se o primeiro imóvel já está quitado, esse processo é mais tranquilo, pois não é preciso se preocupar com o anterior. Ainda assim, mesmo se a opção for financiar, é possível fazer financiar dois imóveis ao mesmo tempo sem problemas. Nesse caso, as dicas de como encontrar o melhor financiamento imobiliário se mantêm.

Naturalmente, você pode usar o FGTS ou o SFI, mas também pode negociar o financiamento diretamente com os bancos. Se você já comprou o primeiro imóvel dessa forma, o segundo pode ser ainda mais fácil. Afinal, é provável que você tenha cultivado uma boa relação com o banco, pagando todas as parcelas do financiamento em dia e sem maiores problemas. Aproveite essa boa relação para negociar taxas ainda melhores.

Considere os retornos financeiros desejados

Por fim, o mais importante é que você esteja pronto para fazer um investimento que faça sentido com suas expectativas. Como mencionado acima, pode ser que o imóvel seja comprado com o intuito de gerar uma renda extra imediata, ou com a valorização em mente, mais focada no longo prazo. No primeiro caso, um imóvel mais pronto em uma área mais valiosa é uma opção que faz mais sentido. Já no segundo, você tem mais tempo para deixar o imóvel se valorizar ou até fazer obras.

Além disso, pode ser que esteja comprando um segundo imóvel pensando no lazer da sua família. Ele pode gerar renda extra e ainda ser uma fonte de lazer, funcionando com uma casa de praia no litoral que é alugada durante parte do ano, mas que está disponível caso a família queira passar férias lá. Como sempre, é o comprador que decide o investimento ideal.

Como ficou claro, o segundo apartamento é uma opção interessante para quem quer investir e aumentar o patrimônio. Não somente a pandemia apresenta oportunidades interessantes, mas moradia é uma necessidade primária, que as pessoas sempre vão precisar. Por se tratar de um bem tangível, é um investimento relativamente seguro, mas sem abrir mão do potencial de valorização.

Gostou do post? O que você acha sobre o segundo apartamento? Deixe seu comentário abaixo com sua experiência!

Compartilhar.

Comentários estão fechados.