terça-feira, dezembro 7

Afinal, como é possível viver de renda? Descubra!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Viver de renda significa conquistar um patrimônio e viver do dinheiro gerado com isso, ou seja, consiste na famosa frase “fazer o seu dinheiro trabalhar para você”. Esse é o sonho de muitos brasileiros, afinal, quem não gostaria de não depender mais de salário e viver dos lucros obtidos com bens e da rentabilidade dos investimentos

O melhor de tudo é que esse ideal não é tão difícil de ser conquistado. Com planejamento, foco, disciplina e esforço no momento presente, é possível conquistar a independência financeira no futuro! Quer conhecer os passos necessários e saber como viver de renda? Continue a leitura e dê o primeiro passo! 

Viver de renda é possível? 

Em um primeiro momento, viver de renda pode parecer muito complicado. Afinal, exige que você acumule um determinado patrimônio. Mas na verdade, não é muito difícil, pois depende de suas ações e objetivos. 

Por exemplo, uma pessoa que tenha um imóvel comercial que lhe renda R$ 5 mil de aluguel pode muito bem viver com essa renda. Porém, se ela procura um padrão de vida que exige mais do que esse valor, então, sim, ela não conseguiria e precisaria continuar trabalhando.

Além disso, para viver com a renda mínima do aluguel, seria preciso ter esse imóvel previamente. Sendo assim, a chave para começar a viver de renda está em ter fontes, que podem ser ativas ou passivas, e que gerem rendimentos. Por exemplo: 

  • investimentos na bolsa; 
  • imóveis residenciais e comerciais alugados; 
  • imóveis a serem revendidos; 
  • dinheiro aplicado na poupança. 

Nesse caso, quanto mais fontes você tiver, maior será a segurança e o valor que vão permitir que você viva de renda. Dessa forma, é importante conhecer todo o processo para se chegar a esse cenário. 

O que fazer para começar a viver de renda? 

Existem algumas dicas que possibilitam você entender o processo para começar a viver de renda. Veja os exemplos a seguir! 

Avalie a sua atual situação financeira 

Viver de renda passiva é quando você ganha dinheiro sem precisar trabalhar para isso. Porém, antes de a sua renda ser “passiva”, de fato, você precisa ser e estar ativo. Isso consiste em uma série de etapas que devem ser cumpridas para alcançar a sua estabilidade com segurança, sem precisar se preocupar futuramente. 

Uma boa análise do atual cenário em que se vive e o planejamento são os primeiros passos para conquistar a autonomia financeira. Por exemplo, se você é uma pessoa que possui muitas dívidas em aberto — mesmo não tendo restrição em seu nome — deve quitá-las antes de dar o próximo passo. 

Com vários compromissos, muito dificilmente você terá uma folga no orçamento para prosseguir com seus planos. Então, avalie se sua vida financeira está organizada, se é possível apostar em novas modalidades de investimento para ter lucratividade melhor e, principalmente, se já tem uma reserva de emergência adequada. Se o cenário não estiver favorável, é hora de dar um passo para trás, rever cada ponto e se reestruturar. 

Defina seus objetivos 

Com a casa em ordem, é hora de definir quais são os seus objetivos para alcançar a liberdade financeira. Pense em quanto você precisa ter de dinheiro daqui a um ou mais anos e o que fará para conseguir esse montante.  

Será preciso fazer uma renda extra? Terá de economizar? E como você vai fazer isso? Quanto tempo é necessário para juntar o que precisa, para que esse valor total renda mensalmente o suficiente para você viver com o padrão de vida ideal? 

Lembre-se de que viver de renda consiste em você trabalhar muito hoje para adquirir a independência no futuro e não ter com o que se preocupar. Por isso, as metas devem estar claras para planejar como vai tomar cada decisão. Traçando os seus objetivos, fica muito mais fácil saber onde quer chegar. 

Determine seu perfil de investidor 

Cada pessoa é de um jeito, inclusive, na hora de investir. De forma geral, existem três perfis de investidores: 

  • conservador, que prefere investimentos seguros, como imóveis; 
  • moderado, que mescla sua carteira com investimentos seguros e arriscados; 
  • arrojado, que não tem medo de arriscar para ganhar mais. 

Nesse caso, o conservador corre menos riscos, mas pode ganhar menos. Já o arrojado aposta alto, correndo riscos para ganhar mais e construir mais rápido seu patrimônio. 

Sendo assim, uma boa ideia é seguir o perfil moderado. Isso porque você pode trabalhar com diversas fontes, desde imóveis a investimentos na bolsa, para construir o patrimônio de forma equilibrada e segura. Assim, caso um investimento não dê certo, você tem outros que podem garantir o plano.

Conheça as opções de investimento 

Se você já se perguntou como viver de renda, provavelmente deve conhecer algumas formas de investimento mais rentáveis. Além das opções de renda fixa — que não são as mais lucrativas, mas geralmente são as mais seguras pela liquidez diária —, você deve apostar em alternativas de renda variável, que costumam trazer melhores ganhos. 

Uma boa opção é adquirir imóveis para vender no futuro por um valor mais alto, devido à valorização local, ou ainda e principalmente, alugar e obter rendas mensais com esse patrimônio que já foi conquistado. Essa é uma das melhores escolhas para fazer dinheiro de forma segura e rentável. 

Aliás, tanto no caso do aluguel quanto na revenda, vale algumas dicas importantes: 

  • se você fizer um financiamento, pode usar o aluguel para quitar o próprio imóvel, sem mexer em sua renda mensal, para depois contar com o rendimento livre; 
  • na hora de adquirir o imóvel, é essencial conhecer o perfil do consumidor e o momento do mercado; 
  • se quiser receber um valor maior, pode considerar imóveis mais valorizados, por exemplo, localizados em bairros nobres, como o Itaim Bibi

Estude e aprenda a investir 

Para alcançar sua autonomia, você deve estudar bastante sobre investimentos e conhecê-los a fundo para entender quais são as melhores modalidades para o seu perfil. Independentemente de ser mais conservador, moderado ou arrojado, existem opções para todos que querem ser livres financeiramente. 

Além disso, compreender bem os cenários de cada tipo de investimento permite que você dê os passos certos para viver de renda. Ou seja, saiba compreender o mercado, diferenciar bons e maus negócios e preveja boas oportunidades. Assim, você não só mantém o que já conquistou, mas pode tomar medidas que levem ao aumento de renda de forma mais rápida.

Para viver de renda, é fundamental que você conheça bem os seus objetivos. Afinal, ninguém melhor do que você mesmo para gerir o seu dinheiro e atender as suas necessidades. Além disso, é importante compreender o mercado e saber agir. Por isso, ao seguir os passos que mostramos neste post, com certeza, você conseguirá fazer boas escolhas de investimentos. Assim, não vai precisar depender de salários e aposentadorias para ter o padrão de vida que sempre quis e conquistar sua liberdade no futuro. 

Gostou do post e quer saber quais imóveis podem ser um bom patrimônio para você viver de renda? Descubra conosco

Compartilhar.

Confira agora
os nossos imóveis

Apartamentos exclusivos com ótimos preços e condições.

Ver empreendimentos

Comentários estão fechados.