buldogue francês

18 Raças de Cachorro Para o Seu Apartamento

Um cãozinho em casa é uma ótima companhia e sempre alegra o ambiente. Mas alguns cães se adaptam melhor a ambientes fechados do que outros.

Há aquelas raças que ficam bem sozinhas, não sentem tanto a falta dos donos que trabalham fora, ou aquelas que não crescem muito, já que, seja num apartamento de 2 quartos seja em um com mais de 250 m²,  um cão do porte de um dogue alemão não vai se sentir tão confortável quanto em uma casa com um quintal.

Além disso, há questões como o barulho. Muitos condomínios têm regras que dificultam a permanência de pets barulhentos. Então esse também é um ponto a ser analisado na hora de escolher seu animalzinho de estimação. Outra questão que pode interferir na decisão é se o cão solta muitos pelos ou não.

Por isso, listamos raças de cachorro que vão transformar seu apartamento em um novo lar.

Buldogues inglês e francês

As duas variedades são cães de companhia, de pequeno porte, destemidos e afetuosos.  Também são raças que latem pouco. Mas atenção para uma importante diferença entre eles; enquanto o inglês é sossegadão, o francês (de porte menor) adora uma bagunça pela casa, costuma mastigar o que vê pela frente. E por terem o focinho achatado, serem raças braquicefálicas, necessitam de mais cuidados de saúde, podendo apresentar problemas respiratórios e oculares. Por essa razão, são cães que vivem melhor dentro de casa, em ambientes com clima controlado, do que em espaços abertos.

Shih-tzu

Populares no Brasil, os pequeninos de origem tibetana, medem cerca de 30 cm, são bem carinhosos e costumam ser independentes, ficam bem sem a companhia dos donos. Apesar de peludinhos, não precisam de tosa, mas seus pelos necessitam de cuidados diários. Outro ponto positivo do Shih-tzu é que são cachorros que costumam latir pouco.

Lhasa Apso

Bem peludos e pequenos como os Shih-tzu, mas com duas diferenças fundamentais: são bem mais tranquilos e precisam de tosa, além de ter os pelos escovados a cada dois dias. Também são cães que vivem bem sozinhos, é independente, mas não dispensam um carinho no colo do dono.

Yorkshire Terrier

Inteligentes e companheiros, adoram brincar e são uma opção para pessoas alérgicas, já que seu pelo é parecido com o cabelo humano e pode ser tosado de diversas maneiras. Por outro lado, estão entre as raças que mais latem; no entanto, isso pode ser controlado se o cãozinho for educado desde filhote.

Spitz Alemão Anão

Também conhecido como Lulu da Pomerânia, é uma raça fácil de ser treinada e, apesar da quantidade de pelo, não precisa de tosa, mas necessita escovação todos os dias.  São cães muito devotados aos donos, o que pode torná-los ciumentos e dependentes. Inteligentes, alertas e muito ativos, também são meio barulhentos.

Pug

Se você quer um cão muito companheiro, daqueles que não desgrudam de você, o pug é a melhor pedida. Por esse mesmo motivo, eles são muito dependentes. Além disso, são cachorros que costumam ter a saúde bem delicada, exigem muitos cuidados e não suportam temperaturas elevadas. Outro porém é o pelo, soltam muito! Por outro lado, são cães muito sociáveis, adoram crianças e costumam ser bem silenciosos.

Chihuahua

Pequenino, tem em média 20 cm de altura, ele é pode se tornar uma companhia para todas as horas, por ser portátil. Mas também são cachorrinhos bem temperamentais. Ativo, feroz contra ameaças a ele e seu dono, o chihuahua pode incomodar com seu latido. Além disso, precisa de um pouco de disciplina para não virar o “rei” da casa.

Bichon Maltês

O fofo Maltês é considerado um cão de colo, por não passar de 25 cm de altura, e é uma das raças mais antigas do mundo. Seu pelo e saúde exigem cuidados constantes, mas é muito ativo e brincalhão e, por conta do temperamento, pode ser muito barulhento.

Bichon Frisé

Como a variedade Maltesa, o Frisé é alegre e brincalhão, mas muito mais sociável com crianças e estranhos. Não solta pelos, mas deve ser escovado a cada dois dias para evitar que enrosquem. Por causa do pelo, aliás, geralmente é confundido com Poodles.

Cavalier King Charles Spaniel

Cãozinho com “nome e sobrenome”, esse parente do Cocker Spaniel é carinhoso, adora brincar e interagir com todos. Apesar de ser muito ativo, não costuma ser destruidor ou barulhento. Adora um colo e, como outros cachorros da linhagem Spaniel, diverte-se explorando e caçando.

Cocker Spaniel

O popular Cocker é um cão dedicado, leal, extremamente dócil e vive muito bem dentro de casa, apesar de geralmente latir bastante. Seu belo pelo deve ser tratado com muito cuidado, escovado a cada dois dias e aparado na cabeça, patas e cauda a cada dois meses. Pode apresentar problemas na retina e suas orelhas devem ser limpas toda semana.

Pinscher Miniatura

Parece, mas não é um míni-Doberman Pinscher. O cachorrinho, que não passa dos 30 cm de altura, é arisco e possessivo. Se você procura por um cãozinho caçador de pragas, ele é ideal. Já se você quer um cachorro tranquilo, o Pinscher Miniatura é o mais indicado. Geralmente é muito saudável e seu pelo não dá trabalho.

Schnauzer Miniatura

Inteligente e companheiro, o Schnauzer surgiu na Alemanha do século 19 como caçador de ratos. Hoje, é um dos pets mais populares do país. Apesar de obediente, pode latir bastante. Ele necessita de atenção da família e gosta de brincar com outros animais. O pelo precisa de cuidados semanais e deve ser tosado de dois em dois meses.

Boston Terrier

De porte médio, se adapta a qualquer tamanho de apartamento. Além disso, é um cão que deve viver dentro de casa, já que não suporta temperaturas muito frias ou quentes e pode ficar deprimido sem o contato próximo com os donos. O Boston Terrier adora um agito e interage muito bem com crianças. Seu pelo cai muito pouco, mas por ser braquicéfalo como os buldogues, pode ter alguns problemas de saúde.

Poodle Toy

Menor das variedades de Poodle, é um cão extremamente inteligente, com capacidade de aprendizado e compreensão acima da média. Por isso, é um animalzinho bastante sensível. Torna-se irritado se convive com donos estressados e pode ficar deprimido se é de alguma forma negligenciado. Geralmente é um cão que late muito, mas isso pode ser revertido com treinamento.

Daschund

O popular “salsichinha” é dos pets mais amados no Brasil. Por causa do seu corpo, sofre com problemas de coluna e muitos acabam obesos. Mas o Daschund é um companheiro fiel e ao mesmo tempo é independente, não necessita ser o centro das atenções. Muito ativo, tem instinto caçador e alguns podem latir bastante.

Pequinês

Muito presente nos lares brasileiros das décadas de 1970 e 1980, o Pequinês hoje não é tão popular, mas permanece como uma boa escolha para pet. É um fiel companheiro para mais de uma década. Por causa da fidelidade, e do temperamento briguento, acaba agindo de forma ciumenta. O calor faz muito mal ao cãozinho, outro motivo para mantê-lo dentro do apartamento.

Cachorros para apartamento que ficam sozinhos

Claro que, ao contrário dos gatos, nenhum cãozinho fica 100% bem sozinho. Desde os tempos pré-históricos, antes do ser humano domesticá-los, os cachorros vivem em coletivos, em matilhas. Mas algumas raças, como os já citados Shih-tzu, Lhasa Apso e Spitz Alemão Anão, não sentem tanto a falta do dono:

  • Basset Hound
  • Akita
  • Shiba Inu

Cachorros que latem pouco

Se a sua principal preocupação é o barulho. Já vimos aqui que alguns tipos de cães, como Buldogue Inglês e Pug, podem viver muito bem em apartamentos sem incomodar os vizinhos. Outras raças que latem pouco são:

  • Basenji
  • Cão de Crista Chinês
  • Shar Pei

Cachorros que não crescem

Muitos podem achar que um cachorro grande em um apartamento não é uma boa ideia. Porém, é bom lembrar que o que vale é o tamanho do amor pelo bichinho, não o porte dele ou a metragem do apartamento.

Ainda assim, se o que você procura são cães de pequeno porte, veja abaixo algumas outras sugestões:

  • Beagle
  • West Highland White Terrier
  • Fox Paulistinha

Além disso, não se esqueça, todo animalzinho precisa de um horário do dia para passear. Pensando nisso, a Trisul criou pet places, espaços totalmente dedicados aos seus bichos, em alguns de nossos empreendimentos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *