quarta-feira, maio 25

Como funciona e quais as vantagens do seguro fiança locatícia?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Alugar um apartamento envolve uma parceria de confiança. De um lado, o locador dispõe do imóvel e espera que ele será cuidado por uma pessoa responsável. De outro, o locatário procura viver no lugar escolhido, confiando que ele tem a estrutura apresentada no anúncio e que não terá problemas futuros. Por isso, como é um acordo, geralmente feito entre pessoas que não se conhecem, é costume exigir garantias. Uma delas é o seguro fiança locatícia. 

No post a seguir, confira o que é esse seguro e seu funcionamento. Além disso, veja seus diferenciais e por que essa tendência pode ser uma ótima forma de proteger o seu contrato de aluguel. Boa leitura! 

O que é o seguro fiança locatícia e como funciona? 

De forma geral, um contrato de aluguel é firmado entre locatário e locador com a intermediação da imobiliária. Geralmente, exige-se uma garantia, a fim de cobrir possíveis inadimplências de pagamento. Assim, o cheque caução e o registro de um fiador são os mais utilizados. 

No caso do seguro fiança locatícia, o processo é mais simples. Isso porque o inquilino vai adquiri-lo com uma seguradora especializada. Ou seja, ela faz o papel de fiador. Desse modo, se houver alguma inadimplência, a imobiliária acionará o seguro e o locador receberá o aluguel. 

Geralmente, o locatário é quem assume o pagamento, conforme a Lei nº 8.245 e a Resolução CNSP nº202, que regulamentam as locações urbanas e essa modalidade de garantia. Porém, algumas empresas têm trabalhado com a opção de dividir os custos. Afinal, o seguro pode incluir serviços que beneficiariam o imóvel e, portanto, sua valorização para o proprietário. 

De toda forma, essa modalidade tem se tornado cada vez mais popular. Por isso, é importante conhecer suas particularidades para saber se esse tipo de seguro realmente compensa para você. 

Por que escolher esse e não outro tipo de seguro? 

O seguro fiança locatícia conta com diversas vantagens, tanto para locatário quanto para locador. Veja algumas delas a seguir! 

Liberdade na escolha do imóvel 

No aluguel com fiador, tanto você quanto essa outra pessoa precisarão ser avaliados. Nesse caso, principalmente por causa da renda, pode haver o empecilho de alugar um imóvel com custo maior. Já no caso do seguro fiança, somente as suas condições serão avaliadas para que a seguradora aprove. 

Análise sem burocracia 

Como a seguradora é uma empresa especializada, ela consegue realizar uma análise mais rápida e menos burocrática para identificar se você pode ser aprovado. Assim, o negócio avança de forma melhor. 

Possibilidade de parcelamento 

No seguro fiança locatícia, a seguradora oferece a garantia pelo inquilino. Sendo assim, ele pode pagá-la em diversos meses, inclusive, até o período de vigência total do contrato. Por exemplo, no caso de imóveis residenciais, pode ser de 12 a 36 meses. Já em um imóvel comercial, esse prazo pode chegar aos 60 meses. 

Dispensa de fiador e caução 

O processo de alugar um imóvel não é tão simples, quando você depende do fiador e do cheque caução. No primeiro caso, é exigido que ele tenha renda três vezes maior que o aluguel, além de imóvel próprio e quitado.

Já o cheque, costuma ser feito no valor de três vezes o aluguel, sendo descontado ou entregue no final do contrato, dependendo das condições em que o imóvel está. Por sua vez, o seguro fiança despensa os dois, pois é a seguradora quem arca com a garantia

Melhor custo-benefício 

Além do fiador e cheque caução, também é praticada uma modalidade parecida com o seguro fiança locatícia: a carta fiança. Podendo ser fornecida por um banco, ela substitui o fiador, mas seu valor pode ser mais do que o dobro do aluguel, além de incluir encargos e taxas bancárias, que podem aumentar conforme o prazo de duração desse seguro. 

No caso do seguro fiança, não há valores fixos, mas seu custo total geralmente é de um a dois aluguéis, dependendo da cobertura. Ou seja, apresenta um custo-benefício melhor. 

Benefícios extras 

A cobertura principal do seguro fiança é o aluguel, mas ele também pode incluir diversos outros benefícios. Por exemplo: 

  • serviço de assistência 24 horas; 
  • cobertura de multas em caso de rescisão contratual; 
  • cobertura de encargos e multas por atraso; 
  • pagamento de despesa de condomínio; 
  • pagamento de despesas como água, energia e gás; 
  • pintura do imóvel. 

Segurança 

O seguro fiança é uma forma de dar segurança para todos. No caso do locatário, ele cobre as despesas necessárias e o ajuda a não se tornar inadimplente. Já para o locador, é uma forma de garantir não só o aluguel, como também a preservação do imóvel, por meio dos serviços extras.  

Por sua vez, até a imobiliária se beneficia, já que o seguro pode conservar melhor o imóvel, facilitar processos e garantir o seu recebimento em relação a ele.

Garantia de evitar constrangimento 

Quando se quer alugar um imóvel e se faz uma análise, é constrangedor não ser aprovado, seja por sua renda, por não ter o valor total do cheque caução ou porque o fiador não cumpriu os requisitos. 

No caso do seguro fiança, isso é evitado, pois a análise ocorre de forma particular, entre o locatário e a seguradora, que dará seu parecer rapidamente e o deixará livre para alugar qualquer imóvel. 

Como saber se o seguro fiança locatícia é a melhor opção? 

Com tantas possibilidades, pode ser difícil saber qual modalidade optar na hora da locação. Afinal, por um lado, o registro de fiador é gratuito, mas deixa você completamente dependente de uma terceira pessoa. Por sua vez, o seguro fiança locatícia tem algum custo, mas suas vantagens garantem um bom investimento. Sendo assim, ele pode ser a melhor opção nos seguintes casos: 

  • você tem pressa de alugar um imóvel; 
  • quer determinado imóvel, mas sabe que um fiador não passaria na análise; 
  • é estudante ou estrangeiro e não tem tempo de passar por processos burocráticos; 
  • não tem fiador ou cheque; 
  • gosta de facilidades no dia a dia e não quer se preocupar com a manutenção do imóvel. 

Para alugar um imóvel, é necessária uma garantia. Afinal, o acordo de aluguel envolve duas partes, geralmente, desconhecidas. Porém, as modalidades de cheque caução, fiador e até a carta fiança podem não ser escolhas ideais quando não se tem uma terceira pessoa para ajudar, o valor total exigido ou se você não quer assumir mais encargos. Nesse caso, o seguro fiança locatícia pode ser a melhor solução para dar a segurança ao contrato, garantindo total liberdade para alugar o imóvel ideal muito mais rápido. 

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e acompanhe outros conteúdos como este! 

Compartilhar.

Confira agora
os nossos imóveis

Apartamentos exclusivos com ótimos preços e condições.

Ver empreendimentos

Comentários estão fechados.