domingo, agosto 9

Será que é possível viver de dividendos? Descubra!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Viver de dividendos ou rendimentos pode parecer um sonho inalcançável para a maioria das pessoas. Inclusive, muitos nem acreditam que é possível viver apenas dos lucros dos investimentos, sem a necessidade de ter um trabalho para obter a renda do mês. No entanto, hoje existem diversas possibilidades que ajudam as pessoas a se tornarem financeiramente independentes e, consequentemente, terem a chance de viverem apenas dos seus rendimentos.

E para você que tem curiosidade ou dúvidas sobre o assunto, abaixo esclarecemos os principais pontos sobre como se planejar para viver apenas de rendimentos. Confira!

Afinal, o que significa viver de dividendos?

Viver de renda nada mais é do que atingir a independência financeira, ou seja, não precisar trabalhar para terceiros para ter uma renda mensal. Na prática, significa escolher os investimentos certos, de modo que mensalmente eles resultem em dividendos que sejam o suficiente para cobrir as despesas do seu estilo de vida.

Claro que você já deve estar se perguntando: como será que isso é possível? Não existe uma fórmula mágica que todos possam seguir com esse intuito de se tornar independente. Mas há uma série de possibilidades que você pode e deve considerar investir, de acordo com o seu perfil e estilo de vida, caso queira viver apenas de dividendos.

Muitas pessoas, mesmo com essa independência, continuam trabalhando, seja em negócios próprios ou mesmo como empregados em outras empresas. O importante é que nesse caso trabalhar acaba sendo uma escolha para satisfação pessoal, já que os rendimentos poderiam cobrir os gastos do dia a dia.

Ou seja, atingir essa independência significa também viver com mais flexibilidade, ter mais tempo para se dedicar à família, hobbies ou mesmo projetos de trabalho pessoais, sem a pressão de trabalhar apenas com o intuito de pagar as contas no final do mês. Apesar de ser possível conquistar esse estilo de vida, é importante entender que para se chegar a esse objetivo é preciso ter planejamento financeiro e organização. 

Qual a importância do planejamento financeiro?

Sem dúvidas, o planejamento financeiro é a ferramenta mais importante que você deve usar se a intenção for viver de dividendos. Inicialmente, é preciso levantar algumas informações-chave para que esse planejamento seja possível de ser realizado. Comece identificando qual é a sua renda, quais são as contas que precisam ser pagas todos os meses, quanto é possível poupar todos os meses e qual é a faixa de renda que você precisa ter para viver tranquilamente.

Sabendo todas essas informações, será muito mais fácil identificar quais são as suas necessidades e também traçar um plano assertivo para atingir o nível de rendimento necessário. Depois de identificar os pontos acima, o ideal é traçar objetivos financeiros, que podem ser valores mensais para investimentos, por exemplo. 

Como escolher os melhores investimentos?

Depois de identificar qual é o valor da renda mensal que você precisa ter para viver tranquilamente, comece a pesquisar sobre os diferentes tipos de investimentos no mercado e qual é a média de rentabilidade de cada um deles. Por exemplo, sabemos que a poupança é um investimento seguro, pois os riscos são mínimos ou quase inexistentes, no entanto, a sua rentabilidade é baixíssima e não faz sentido para quem quer viver de rendimentos.

Por outro lado, investir na compra de apartamentos de alto padrão para fazer dinheiro com alugueis pode ser uma ótima alternativa. Claro que é um investimento muito alto, porém, é preciso considerar que a taxa de retorno também será muito interessante, especialmente para aqueles que querem fazer dos investimentos uma fonte de renda garantida.         

Viu só como é possível viver de rendimentos? Sabendo quais são os seus objetivos e fazendo as escolhas certas, não tenha dúvidas de que o seu sonho de se tornar financeiramente independente será realizado.

E se você gostou deste post sobre como viver de dividendos, aproveite para compartilhar estas dicas nas suas redes sociais!

Compartilhar.

Comentários estão fechados.