domingo, maio 26

Entenda as Faixas do Programa Minha Casa Minha Vida

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O desejo de conquistar a casa própria é compartilhado por muitos brasileiros, e o Programa MCMV, criado pelo Governo Federal em parceria com a Caixa Econômica Federal, tem desempenhado um papel fundamental para tornar essa aspiração uma realidade, especialmente para as famílias de baixa renda. Este programa oferece subsídios e condições de financiamento habitacional que tornam possível adquirir um imóvel. Nesse artigo, a Trisul explora as faixas de renda do Minha Casa Minha Vida e responde às dúvidas frequentes.

Como funcionam as faixas de renda do Programa Minha Casa Minha Vida?

Uma das principais dúvidas que surgem quando se fala sobre o programa é a respeito das faixas de renda do Minha Casa Minha Vida que determinam as condições de financiamento. Para esclarecer esse tópico, vamos detalhar as faixas de renda, tanto para áreas urbanas quanto para áreas rurais.

Faixas de Renda para Áreas Urbanas:

Faixa Urbano 1: Destinada a famílias com renda bruta familiar mensal até R$ 2.640. Nesta faixa, o programa pode custear até 90% do valor do imóvel.

Faixa Urbano 2: O subsídio disponibilizado podia chegar a até R$ 29 mil. No entanto, com as mudanças recentes, a Faixa Urbano 2 agora abrange famílias com renda de R$ 2.640,01 a R$ 4.400.

Faixa Urbano 3: Esta faixa é voltada para famílias com renda bruta mensal de R$ 4.400,01 a R$ 8.000. Embora não ofereça subsídios, ainda proporciona vantagens, como taxas de juros mais baixas, variando de 7,66% a 8,16% ao ano, em comparação com outras opções de financiamento.

Faixas de Renda para Áreas Rurais:

Faixa Rural 1: Destinada a famílias com renda bruta familiar anual até R$ 31.680.

Faixa Rural 2: Voltada para famílias com renda bruta familiar anual entre R$ 31.680,01 e R$ 52.800.

Faixa Rural 3: Reservada para famílias com renda bruta familiar anual de R$ 52.800,01 a R$ 96.000.

O que é subsídio habitacional e como ele funciona no Minha Casa Minha Vida?

O subsídio habitacional é uma ajuda financeira oferecida pelo governo para reduzir o valor do imóvel a ser adquirido. O subsídio no Minha Casa Minha Vida varia de acordo com a faixa de renda e pode cobrir uma parte significativa do custo do imóvel.

Confira dicas para um financiamento imobiliário seguro.

Posso escolher qualquer imóvel para comprar pelo Minha Casa Minha Vida?

Não necessariamente. O imóvel deve estar dentro dos critérios estabelecidos pelo programa, incluindo valor máximo de avaliação, localização e padrão de construção. É importante verificar se o imóvel desejado atende a esses requisitos. Entre imóveis da Trisul à venda,por exemplo, é possível financiar apartamentos em Moema.

Quais são as taxas de juros praticadas no programa Minha Casa Minha Vida?

As taxas de juros do Minha Casa Minha Vida variam de acordo com a faixa de renda e a modalidade de financiamento. Geralmente, o programa oferece taxas de juros mais baixas em comparação com outras opções de financiamento no mercado.

Qual a idade mínima e máxima para participar do programa?

É necessário ter pelo menos 18 anos para participar do programa, mas para saber a idade máxima é necessário fazer o seguinte cálculo: idade + prazo de pagamento = 80 anos e 6 meses (no máximo. Ou seja, se o comprador tiver 35 anos, o contrato só poderá ter 45 anos e seis meses para completar o pagamento.


Quais são os prazos de pagamento disponíveis no Minha Casa Minha Vida?

Os prazos de pagamento variam, mas geralmente podem se estender por até 35 anos, o que ajuda a reduzir o valor das parcelas mensais, tornando o financiamento mais acessível.

Finance um apartamento da Trisul pelo Minha Casa Minha Vida

Você está um passo mais perto de financiar o seu apartamento da Trisul pelo programa. Não perca tempo! Saiba como financiar um apartamento pela Minha Casa Minha Vida e realizar o sonho da casa própria com a Trisul.

Compartilhar.

Confira agora
os nossos imóveis

Apartamentos exclusivos com ótimos preços e condições.

Ver empreendimentos

Comentários estão fechados.