domingo, agosto 9

Qual o momento certo para mudar de apartamento?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O local que moramos deve nos oferecer conforto e bem-estar. É para ele que voltamos todos os dias após o trabalho em busca de descanso e tranquilidade. Porém, em algum momento podemos sentir vontade de encontrar outro lugar para morar. Certos sinais podem indicar que está na hora de começar a pensar em mudar de apartamento.

É importante mensurar a real necessidade de procurar outra moradia para que tudo aconteça conforme o planejado. Neste artigo, vamos mostrar quais sinais podem indicar que o momento de mudar de apartamento chegou. Confira!

Sinais que indicam o momento para mudar de apartamento

Toda mudança pode gerar desconforto e muitas preocupações. O fato de precisar sair da zona de conforto para trocar de imóvel, embalar e desembalar coisas, reorganizar móveis e decoração, pode ser um pouco cansativo. Todavia, por variados motivos, chega um determinado momento que se faz necessário analisar a possibilidade da mudança.

Normalmente, uma decisão assim não é tomada de uma hora para outra. Por isso, é importante se atentar para alguns detalhes que podem indicar que é o momento certo para trocar de imóvel. Com o passar do tempo, necessidades e anseios dos moradores da residência tendem a mudar. Em função disso, é preciso colocar a mudança como uma opção. 

O processo de mudança sempre nos oferece a oportunidade de recomeçar. É a possibilidade de conhecer novos lugares, novas pessoas e até uma nova cidade. Sinais podem apontar que o momento é o mais adequado para mudar de apartamento. Separamos alguns!

Família está crescendo

Uma das situações mais comuns é a necessidade de um imóvel maior devido ao crescimento da família. Muitas vezes, o local que você vive sozinho ou com um companheiro pode, de repente, parecer pequeno. A chegada de um filho é o exemplo mais prático de aumento do núcleo familiar.

Quando isso acontece é normal surgir a necessidade de mais espaço para que todos possam viver com conforto e tranquilidade. Portanto, se o imóvel atual não tem condições de comportar mais um ou dois membros está na hora de mudar de apartamento.

Necessidade de mais espaço e privacidade

Quando se tem filho ainda pequeno é possível morar em um imóvel com poucos metros quadrados. Porém, à medida que a criança cresce e entra na adolescência, o espaço pode parecer insuficiente. Em casos que são dois filhos, durante a infância é possível dividir o quarto. Mas com o passar dos anos essa divisão começa a ficar inviável.

Adolescentes gostam de ter um canto com suas coisas favoritas e mais liberdade. Afinal, ter espaço para fica sozinho, estudar ou praticar algum hobbie é importante para o desenvolvimento de qualquer pessoa, em qualquer idade. Todavia, não são só pessoas que podem saturar um ambiente.

Com o passar do tempo, é normal que móveis, objetos e roupas também tornem o apartamento menor. Devido a isso, muitas pessoas optam por mudar de imóvel. Afinal, não há nada mais desconfortável do que não poder ter novas mobílias por falta de espaço ou ter dificuldade na hora da limpeza.

Problemas com a estrutura do imóvel atual

Algumas questões que também podem influenciar a decisão de mudança são problemas estruturais no atual imóvel. Muitas vezes, o imóvel precisa de melhorias ou você deseja fazer uma reforma para deixar o apartamento com sua cara. Porém, isso pode não ser muito praticável. Primeiro, por todo o transtorno que uma reforma pode causar e, em segundo lugar, pela questão financeira.

Além disso, se o atual imóvel for antigo, obras para reforma podem se tornar ainda mais complicadas. E grandes reformas em imóveis de aluguel costumam não compensar financeiramente. Você pode deixar o apartamento mais moderno e com sua cara, porém terá que desocupá-lo em algum momento e deixar para trás todo o melhoramento. 

Anseio por melhor localização com mais infraestrutura

Outra questão importante a ser analisada e considerada é a localização e infraestrutura do atual imóvel. Se estiver localizado em uma região muito barulhenta ou que cause insegurança aos moradores, a necessidade de buscar um apartamento em ruas mais calmas e seguras pode influenciar. Como a cidade está em constate mudança, acontece daquela rua pacata, escolhida há anos, ter se tornado um local muito movimentado ou com obras constantes.

Problemas com os vizinhos

Dilemas com vizinhos também influenciam na decisão sobre mudar de apartamento. Uma verdade é que ninguém gosta de morar perto de vizinhos problemáticos e barulhentos. No começo pode não ser um problema, mas com o passar do tempo, vizinhos inconvenientes se tornam muito incômodos.

Qualidade do trânsito da região, necessidade de mais contato com áreas verdes, problemas estruturais no imóvel, comércio local insatisfatório, falta de escolas na região, tudo isso pode influenciar na decisão de mudança. Se você se identificou com algum desses problemas é hora de pensar nessa possibilidade.

Previnir-se é fundamental

Como vimos, a busca por um outro imóvel deve ser pensada levando em consideração os sinais que acarretaram a mudança. Número de visitas que se recebe em casa, necessidade de um bairro melhor ou de morar mais perto do trabalho, dificuldade de praticar atividades básicas ou vontade de ter um pet também podem ser influenciadores nessa decisão.

Além do mais, devemos atender aos novos objetivos e interesses dos moradores quando levamos em consideração a troca de apartamento. Como o processo de mudança pode ser desgastante, apesar de nos oferecer novas oportunidades, prevenir é fundamental.

Ao decidir procurar um novo imóvel, verifique as medidas dos móveis, embale seus objetos com antecedência, tenha atenção com os eletrodomésticos para não danificá-los, envolva os móveis com cuidado, faça vistorias antes de mudar e escolha bem a transportadora. Essas precauções evitam muitos transtornos.

Como vimos, em muitas situações é preciso tomar a decisão de mudar de apartamento e buscar novos ares. O processo proporciona sensação de recomeço e renovação das energias. Portanto, analise todas as possibilidades, converse com seu corretor e entenda as necessidades dos moradores para tomar a melhor decisão.

Gostou do artigo? Compartilhe nas suas redes sociais e ajude seus amigos a tomarem essa importante decisão!

Compartilhar.

Comentários estão fechados.