quarta-feira, maio 25

O que é amortização e como fazê-la? Confira aqui!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Muitas pessoas passam um longo tempo planejando a aquisição de bens, como a casa própria ou um carro, mas, para realizar esse sonho, pode ser preciso recorrer aos financiamentos oferecidos pelo mercado. Entretanto, o que fazer quando se quer adiantar o pagamento das parcelas? Hoje, vamos explicar para você o que é a amortização!

O termo amortização é bastante utilizado quando o assunto é financiamento ou empréstimo. Ele refere-se a um procedimento que permite reduzir o valor total de uma dívida. Existem alguns tipos de amortização, que funcionam de modos diferentes. Continue lendo este post e entenda tudo sobre esse assunto!

O que é amortização?

O financiamento costuma ser uma das principais linhas de crédito disponíveis no mercado. Seja para comprar um carro novo, fazer uma faculdade ou adquirir a casa própria, essa modalidade de pagamento pode ser uma forma de concretizar esses sonhos. A amortização é muito usada em financiamentos e empréstimos, sendo uma alternativa para diminuir, gradativamente, um débito.

Amortizar uma dívida é realizar pagamentos periódicos, dentro da data determinada, com o objetivo de reduzir o valor total da transação. Ou seja, a cada parcela paga por mês ao banco ou à instituição financeira, você está automaticamente amortizando sua dívida.

Quais são os tipos de amortização existentes?

Existem algumas formas de amortizar uma dívida. Independentemente de ter feito consórcio, empréstimo ou financiamento, há opções de amortização que poderão ser aplicadas para abater o valor original e os juros a serem pagos em parcelas, ao longo do período definido em contrato. São dois os principais tipos de amortização:

Tabela Price

A Tabela Price é bastante comum, sendo muito usada em empréstimos e financiamentos de veículos. Nesse processo, as parcelas têm preço fixo e não sofrem mudança no valor final ao longo do contrato de financiamento. Cada prestação é calculada de acordo com a Taxa Referencial (TR), que reduz com o passar do tempo.

Método SAC

Já a Tabela SAC é bastante utilizada nos financiamentos imobiliários, visto que, nesses casos, os valores são mais altos e os prazos de quitação mais extensos. No Sistema de Amortização Constante (SAC), os preços das parcelas do financiamento são variáveis. O valor inicial é mais alto e vai diminuindo com o tempo de pagamento. O cálculo desse método é feito por meio da aplicação de um percentual fixo de amortização, somado aos juros do financiamento.

Como fazer a amortização?

Cada sistema de amortização tem um procedimento. O primeiro passo é fazer os cálculos e descobrir qual opção vai atender melhor à sua demanda, seja o Método SAC, seja a Tabela Price. Depois da escolha, considere usar o FGTS para amortizar a dívida. Além disso, calcule todas as taxas a serem cobradas pelos bancos ou pelas instituições financeiras, a fim de evitar surpresas desagradáveis.

Portanto, agora que você sabe o que é a amortização, aproveite aquele dinheiro extra para avançar no pagamento de um débito. Além de reduzir o saldo devedor, esse processo diminui o tempo de quitação, abate juros e encargos e alivia o orçamento.

Gostou deste artigo? Curta a página da Trisul no Facebook e fique por dentro de todas as novidades!

Compartilhar.

Confira agora
os nossos imóveis

Apartamentos exclusivos com ótimos preços e condições.

Ver empreendimentos

Comentários estão fechados.