sexta-feira, fevereiro 26

Qual o tamanho ideal de apartamento pra você?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Afinal, o que pode ser considerado um bom apartamento para você e para o estilo de vida que você leva? A sociedade sempre se modifica e temos que acompanhar esse ritmo. Antigamente, quando se falava em um bom apartamento, queria-se dizer que quanto maior, melhor. Só que, hoje, muita coisa mudou — inclusive essa afirmativa. Então, mais do que nunca, o tamanho do apartamento ideal depende da sua escolha.

Muitas vezes, um espaço maior quer dizer mais gastos para mantê-lo e isso pode estar bem longe do ideal de aconchego e conforto que você tem em mente. Assim sendo, vamos ajudar você nesse processo e entender quais são suas reais necessidades. Continue lendo o post e confira nossas dicas para encontrar o tamanho do apartamento ideal.

Como escolher o apartamento ideal para mim?

A gente já falou sobre os inúmeros fatores que podem interferir na hora de escolher um bom imóvel. Contudo, o principal de todos é analisar se esse imóvel atende às suas expectativas e, essencialmente, se cabe no seu bolso. Lembre-se de que quando temos um apartamento menor, além de pagarmos menos nele, ainda teremos menos despesas com manutenção e até com a organização do espaço. Pode parecer besteira, mas coloque esses custos na ponta do lápis e veja a redução.

Fora tudo isso, o apartamento deve seguir o estilo da sua família. Se ela é grande, um apartamento amplo pode ser uma excelente opção. Contudo, se vocês estão começando, um imóvel com dois quartos pode ser uma alternativa que faça mais sentido nesse primeiro momento, sem deixar de atender ao que você precisa (ou até atendendo em um futuro próximo, com a chegada de um filho, por exemplo). Assim, existem certos pontos que você deve pensar ao escolher o apartamento.

Quantidade de membros da família

Esse é o primeiro e mais importante ponto sobre o tamanho do apartamento. Como o isolamento social por conta da pandemia do coronavírus mostrou, ter todos os membros da família amontoados em um espaço pequeno traz o potencial para muitas brigas. Portanto, o primeiro passo é pensar no número de quartos, para garantir que cada um tenha o seu canto quando quiser ficar sozinho. Contudo, não adianta pensar apenas nos quartos, pois uma casa é muito mais que isso.

Por exemplo, banheiros são outra fonte constante de brigas. É claro que não vai ser um banheiro para cada pessoa, mas uma suíte no quarto de casal já pode aliviar bastante a pressão nesses cômodos. Também, é recomendado ter áreas comuns maiores, para que todo mundo possa andar pela casa com tranquilidade. Além disso, membros da família não são apenas humanos. Afinal, os pets também precisam de um cantinho e um espaço para eles. Vale lembrar de que para todas essas dicas, também é preciso ter um olhar para o futuro.

Rotina e estilo de vida dos moradores

Esse é um ponto crucial a considerar. Para quem fica muito tempo em casa, ou trabalha em regime de home office, um apartamento um pouco maior é crucial. Pode valer muito a pena ter um cômodo a mais, seja um quarto ou uma sala, que possa ser totalmente dedicado ao trabalho.

Ainda, outro cômodo que é muito afetado é a cozinha. Quem gosta muito de cozinhar precisa de um espaço bem grande e confortável. Por outro lado, se a rotina é mais corrida, com muitas refeições fora de casa ou pedidas em delivery, esse cômodo pode ser mais moderno e aconchegante ou até mesmo integrado com a sala. Então, o estilo de vida e a rotina ditam muito no que é mais importante no apartamento.

Funcionalidades dos ambientes

Durante a visita, é importante prestar bastante atenção na funcionalidade e distribuição dos ambientes. Por exemplo, um apartamento de 80m² pode parecer muito bom no papel, enquanto, na prática, os ambientes não são tão bem distribuídos. A sala pode ser pequena, enquanto um espaço não tão importante para você, como a área e a cozinha, são enormes. Por isso é tão importante reconhecer seu estilo de vida, de modo a garantir que os cômodos mais usados tenham o tamanho adequado.

Móveis e decoração

Esses dois itens também afetam diretamente o tamanho do apartamento. É claro que tudo depende do seu gosto, mas se você gosta de uma decoração bem rica, com móveis maiores e chamativos, um apartamento grande é mais recomendado. Por outro lado, se tem um estilo mais minimalista, uma metragem muito grande pode dar a sensação de vazio. Um exemplo fácil de entender é uma cama king size. Se você quer ter uma dessas, o quarto principal deve ser grande o suficiente para que a mesma caiba, sem prejudicar a movimentação e os outros móveis, como os armários.

Como decorar o apartamento ideal?

Aproveitando o gancho anterior, outra nota que devemos ressaltar é sobre o aproveitamento do espaço desse apartamento. Ele deverá satisfazer tudo o que você espera e deseja, mas de um modo simples e inteligente. Não poderá desperdiçar tempo e muito menos dinheiro.

Se tiver um espaço pequeno, na hora da decoração, você precisará de móveis que criem um ambiente clean, mas acolhedor. Assim, você poupa recursos financeiros e espaço, deixando o local agradável e não poluído. Uma boa opção para quem deseja ampliar os locais é o uso de espelhos, afinal, além de decorar, eles dão a impressão de ampliação do local.

Móveis planejados também são uma questão importante de se colocar em pauta. Isso porque eles são feitos sob medida para a sua necessidade, atendendo às suas expectativas e cabendo dentro da sua casa. Procure opções inteligentes, como cadeiras que são acopladas a outros móveis ou mesas que se desmontam quando não são utilizadas.

Pensar no tamanho do apartamento ideal não é apenas questão de conforto, mas também de investimento. Afinal, a metragem é um dos maiores fatores no preço do imóvel. Tão importante quanto isso, ou até mais, é escolher um espaço que seja totalmente confortável para você e sua família.

Gostou do post? Então, assine a newsletter para não perder nenhuma novidade!

Compartilhar.

Deixe um Comentário