quarta-feira, maio 25

Como comprovar renda para comprar um imóvel? Veja

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A comprovação de renda é um fator extremamente importante para financiar e adquirir um imóvel. Essa comprovação normalmente acontece de modo formal com a apresentação dos documentos que possam confirmar a renda declarada da parte interessada. No entanto, as dúvidas sobre como realizar esse procedimento são frequentes.

Neste artigo, vamos explicar do que se trata, qual sua importância e como comprovar renda para obter com sucesso a aprovação do seu crédito para um financiamento imobiliário. Confira a seguir!

Comprovação de renda: do que se trata e qual a importância?

Comprovar renda, como a própria expressão sugere, refere-se à documentação que indica ao credor que o devedor possui uma renda mensal capaz de honrar com o compromisso das dívidas que serão contraídas e da operação de crédito que, nesse caso, é um financiamento imobiliário

Durante a aquisição de um imóvel, geralmente é exigida uma entrada no valor de 20% do valor total da propriedade, cujo pagamento será feito à vista; enquanto o restante será quitado em parcelas que comprometam, no máximo, 30% da renda após o empréstimo concedido.

Assim, é importante comprovar ao credor que as prestações podem ser sustentadas por seus ganhos mensais, que você tem renda suficiente para realizar a compra e honrar com o compromisso. Isso porque o crédito liberado pelo banco precisa estar de acordo com a situação financeira do comprador, o que vai evitar qualquer tipo de divergência entre as partes interessadas.

Essa é uma etapa que também garante ao banco a capacidade de pagamento mensal do comprador, uma vez que é com base nesses dados que a instituição financeira vai determinar o valor da entrada do financiamento e as parcelas mensais. Vale lembrar que todo documento pode ser válido para enriquecer sua renda e ampliar seu potencial de financiamento. 

Quais os documentos necessários para comprovar renda?

Os documentos exigidos para comprovação de renda podem variar entre as instituições bancárias e também de acordo com o perfil do comprador, seja ele profissional registrado, seja autônomo. Listamos abaixo algumas formas de como comprovar renda.

Para trabalhadores registrados (CLT)

Contracheques (ou holerites)

Esse documento é fornecido pelo contratante, contendo informações como o pagamento mensal do trabalhador, tal como o salário bruto e o salário líquido. Para utilizar como comprovante, vale lembrar que é necessário apresentar os demonstrativos dos últimos 3 meses.

Declaração do imposto de renda

Um dos documentos mais adotados para conseguir que o financiamento do imóvel seja aprovado é a Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física. No entanto, na declaração consta informações sobre os valores do ano anterior, que não necessariamente correspondem à renda atual do trabalhador. Sendo assim, é comum que os bancos solicitem documentos adicionais, como extratos bancários.

Extrato da aposentadoria

O documento permite ao cidadão solicitar ao INSS o documento que comprova a renda dos beneficiários, detalhando os valores, a data e o banco de pagamento do benefício de acordo com as contribuições do aposentado.

Para trabalhadores autônomos

Extrato da conta bancária

Essa é uma alternativa para os profissionais que não atuam com carteira assinada, servindo como um comprovante a mais de suas finanças. Mas vale lembrar que, no geral, as instituições bancárias solicitam extratos referentes aos últimos 6 meses para liberar o crédito.

Decore

A Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (Decore) é a opção mais adotada pelos trabalhadores autônomos. Esse documento é emitido por um contador, onde estão reunidas informações que compõem a renda do solicitante, como os extratos bancários, a declaração do imposto de renda e também recibos de locação imobiliária.

Recibo de Pagamento de Autônomo

O RPA (Recibo de Pagamento de Autônomo) também é uma alternativa para comprovação de renda de trabalhadores liberais. A emissão desse documento é de responsabilidade da empresa que contrata os serviços do empregado.

MEI: como comprovar renda para financiamento imobiliário?

Existem muitas alternativas para comprovação de renda para um financiamento como MEI (Microempreendedor Individual). Listamos algumas opções para você:

  • cópia do Contrato Social da microempresa constando sua última alteração;
  • imposto de renda da última atividade exercida pela pessoa física ou jurídica com recibo de entrega;
  • extratos bancários da pessoa física (e jurídica também) dos últimos 6 meses.

Quais os documentos adicionais para um financiamento imobiliário?

Além dos documentos solicitados relacionados aos comprovantes de renda, o banco também pode solicitar outros documentos, tais como: 

  • documentos pessoais originais (RG e CPF, inclusive em caso de cônjuges);
  • certidão conjunta negativa de débitos diante da União;
  • comprovante de residência;
  • extrato do FGTS e cópia da carteira de trabalho, em caso de utilizar esse recurso.

Além desses documentos, é possível que o banco também solicite o comprovante de status civil e os documentos do imóvel financiado, incluindo a matrícula e certidão de quitação do IPTU.

Como evitar problemas na hora de comprovar renda para financiar um imóvel?

Em primeiro lugar, tente fugir de novas dívidas, uma vez que podem acabar comprometendo sua renda. Isso vai influenciar diretamente no processo da análise de crédito e, consequentemente, corre o risco de prejudicar a liberação do financiamento.

Evite também trocar de emprego quando o contrato de financiamento de crédito com o banco estiver próximo de ser concluído, dado que tal ação pode ser vista como instabilidade na renda pelas instituições bancárias.

Além disso, analise suas condições e faça uma compra consciente, pois, como dito anteriormente, as parcelas do financiamento comprometem até 30% da sua renda.

Como vimos ao decorrer deste artigo, comprovar renda para financiar um imóvel não é uma missão impossível. Basta se organizar financeiramente, reunir os documentos necessários para, assim, realizar o sonho da casa própria! Essa etapa é uma forma de demonstrar que consegue arcar com as futuras prestações da propriedade adquirida e honrar o contrato.

É importante que todos os dados fornecidos estejam de acordo com a sua realidade financeira, até mesmo para evitar problemas no futuro. Assim, entender como comprovar renda é um passo fundamental para que a aquisição seja concretizada e o processo de compra e venda de imóvel financiado seja concluído com sucesso.

Ainda ficou com dúvidas em relação à comprovação de renda para um financiamento imobiliário? Deixe o seu comentário e iremos esclarecer para você!

Compartilhar.

Confira agora
os nossos imóveis

Apartamentos exclusivos com ótimos preços e condições.

Ver empreendimentos

Comentários estão fechados.