quarta-feira, outubro 21

O consórcio de imóvel realmente vale a pena? Descubra!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O mercado imobiliário oferece muitas alternativas para quem deseja realizar o sonho da casa própria. Uma opção bastante popular e utilizada por muitas pessoas na hora de adquirir bens de valor, como casas e apartamentos, é o consórcio. Contudo, será que o consórcio de imóvel vale a pena? Esse tipo de negociação é tido como uma aplicação que proporciona o retorno do investimento de forma rápida, mas é importante ficar atento para evitar alguns transtornos que o consórcio pode oferecer

Quer saber mais sobre esse assunto? Neste artigo, vamos explicar como funciona o consórcio de imóvel e qual a diferença para o financiamento. Confira e boa leitura!

O que é o consórcio de imóvel?

O consórcio é considerado um investimento que reúne pessoas, físicas ou jurídicas, com o objetivo de adquirir bens ou serviços por meio de uma administradora de consórcio. Não é preciso que os participantes estejam com o bem em mãos e, normalmente, eles não necessitam do serviço de forma imediata.

Essas pessoas realizam um depósito, em dinheiro, todo mês em uma determinada conta bancária. Após a acumulação do montante, alguém receberá uma carta de crédito que dá o direito de adquirir o bem ou serviço pelo qual vinha pagando. Esses produtos podem ser imóveis, carros, motos, lanchas e até prestações de serviço, como viagens e tratamentos médicos.

Como é feita a contemplação?

Existem duas formas ter acesso à carta de crédito: sorteio ou lance. Mensalmente, é realizado um sorteio do consórcio e basta que o participante seja contemplado com os números sorteados para adquirir o bem. Já para obter a carta de crédito, por meio de um lance, é preciso participar de um leilão que é realizado periodicamente pela administradora. Esse processo é simples e quem leva é o participante que oferecer o valor mais significativo pelo bem. Os grupos de consórcio têm duração de 12 a 180 meses.

Powered by Rock Convert

Qual a diferença do consórcio para o financiamento?

Há algumas diferenças entre o consórcio e o financiamento que devem ser consideradas na hora de adquirir bens ou serviços. No consórcio, a posse do bem é incerta, pois depende de sorte ou da possibilidade da abertura de um leilão. Já o financiamento permite o recebimento imediato do bem. Escolhido o imóvel e aprovado o pedido de financiamento, é só pegar as chaves e comemorar.

Outra diferença importante entre financiamento e consórcio são os reajustes das parcelas. No caso dos consórcios, as parcelas sofrem reajustes anuais, conforme o INCC — Índice Nacional de Custo de Construção. Por outro lado, as parcelas do financiamento não passam por alterações, ou seja, são fixas.

Consórcio de imóvel vale a pena?

O consórcio pode oferecer prós e contras. A possibilidade de ter um valor de parcelas mais acessível, prazos mais longos para pagamento, antecipação de parcelas e maior flexibilidade fazem dos consórcios boas opções para investir. Entretanto, esse tipo de negociação também tem seu lado negativo. É preciso aguardar os sorteios e, para oferecer um lance, é necessário investir altos valores. Além disso, cancelamentos e estornos são complexos e burocráticos, o que pode gerar problemas.

Portanto, é preciso analisar com atenção se consórcio de imóvel vale a pena, para evitar transtornos e muita dor de cabeça. Por isso, pesquise bastante e consulte especialistas para garantir mais segurança ao seu investimento.

Gostou do post? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades do mercado imobiliário!

Compartilhar.

Comentários estão fechados.