sábado, janeiro 23

Repasse imobiliário: entenda o que é e quais os benefícios

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O repasse imobiliário é a possibilidade de fazer a portabilidade do financiamento de um imóvel de um comprador para outro. Ou seja, quando um contrato de pagamento foi feito entre você e uma instituição financeira bancária, mas não é mais do seu interesse por qualquer motivo pessoal, ele pode ser repassado a outra pessoa que queira quitá-lo e ficar com o imóvel.

Com o crescente aumento da procura de imóveis, seja para investimento, como aluguel ou revenda, seja para uso próprio, o valor desse bem aumentou e, com isso, os preços também. Para realizar esse desejo de adquirir um imóvel, muitos recorrem ao financiamento do mesmo.

Quer entender melhor como funciona o repasse imobiliário e como ele pode te ajudar? Continue neste artigo!

O que é repasse imobiliário? 

O repasse imobiliário é a revenda do seu financiamento de casa, apartamento ou o imóvel que estava adquirindo para um novo comprador. Isso permite que a dívida mude de dono, com prévia aprovação da instituição financeira na qual ela foi assumida.

Como a maioria dos financiamentos dura muito tempo, como 20 anos, é comum que os possuidores se mudem e precisem transferir o imóvel antes que esse prazo termine e eles sejam, de fato, donos. Assim, há duas possibilidades, ou o comprador realiza a quitação do imóvel junto ao banco, ou faz o repasse imobiliário. Como a quitação normalmente é alta e requer o restante do pagamento total, é comum que a maioria das pessoas opte pelo repasse imobiliário.

Quando ele pode ser feito? 

O repasse pode ser feito quando você se encontra insatisfeito com o pagamento atual, por algum motivo sua renda diminuiu e esse financiamento não cabe mais no novo orçamento, as taxas de juros em outros bancos estão menores ou com prestações mais atrativas, que funcionam melhor na sua realidade financeira.

Os critérios são que as cláusulas do seu contrato de financiamento permitam o repasse imobiliário e que o interessado concorde com o contrato previamente fixado. É muito importante que todos estejam cientes e de comum acordo com as condições prefixadas. Um ponto também muito relevante é que o imóvel precisa ainda estar financiando, ou seja, não esteja quitado. Do contrário, o que precisa ser feito é o processo de compra e venda de imóvel, que requer registro da escritura pública etc.

Quais as partes envolvidas? 

Além de quem busca por essa facilitação — a parte que assumiu inicialmente o financiamento e precisa arcar com ele —, também é necessário que a outra parte —­ que vai comprar esse financiamento — concorde com a compra. Além disso, também deve estar de acordo com as demais cláusulas do contrato de financiamento feito com o banco.

O banco onde o financiamento foi feito também precisa concordar com essa revenda. Além disso, ela deve ter sido permitida pelo contrato que o financiador assinou. As partes precisam também acordar entre si sobre como se dará o pagamento das parcelas anteriores.

Quais são as etapas necessárias?

As etapas dessa transação detalhada são importantes para que nada seja esquecido no caminho.

Contrato do financiamento

O primeiro passo é saber se o contrato do imóvel do qual se pretende fazer o repasse imobiliário autoriza essa transação. A maioria dos bancos permite que esse repasse seja feito, afinal, conhece as condições de mercado e sabe que vale muito mais permitir o repasse do que perder um cliente — que, em caso de financiamento, ficaria preso ao imóvel até quitar a dívida.

Comprador do imóvel e acordo das partes

Encontrar um comprador é a segunda etapa do repasse imobiliário. Para encontrar pessoas que o perfil se adeque ao que você espera, anunciar um imóvel com suas condições de uso e venda é um bom caminho para achar um público qualificado.

Uma vez que a parte interessada concorda com a compra e é aprovada na análise bancária, os antigos possuidores do imóvel precisam acordar com eles sobre o pagamento das parcelas anteriores, já pagas ao banco.

Esse pagamento pode ser feito à vista ou mesmo num acordo com um bem móvel ou imóvel, enfim, como as partes preferirem. Essa negociação também precisa ficar bem clara e com termos pré-estabelecidos de comum acordo para que não gerem problemas futuros.

Análise de crédito e do imóvel

Depois das partes fazerem seu pré-contrato, é preciso que o banco receba todos os documentos do novo possuidor do imóvel e faça a análise de crédito. Além de interessado, o comprador novo precisa também passar na avaliação financeira de crédito do banco.

Afinal, ele será o novo devedor para aquela instituição. Essa verificação financeira é semelhante ou idêntica a feita com o primeiro comprador, que agora vai efetuar o repasse imobiliário.

Agora, o recomendado é que as partes realizem a análise do imóvel junto a um perito designado pelo banco. O intuito é que se evite fraudes e o valor atual do imóvel seja apurado. Com o preço correto do imóvel acertado entre as partes, é necessário fazer a declaração desse imóvel financiado para o banco. Dessa forma, as taxas e demais valores incidentes ficam devidamente claros no novo financiamento.

Finalização dos documentos

Com tudo acima concluído, é momento de concluir a assinatura do novo contrato. Ele deve ser feito com ambas as partes presentes no cartório e não muda o proprietário do imóvel, que é o banco, até que o financiamento seja quitado.

Enfim, quando o antigo financiador entrega seu contrato no banco e se desvincula da obrigação, recolhem-se as taxas e tributações devidas. Ocorre, então, a lavração do novo registro.

Benefícios do repasse imobiliário

Os benefícios de fazer um repasse imobiliário são inúmeros. Além de permitir uma mudança com mais tranquilidade, o valor pode ser combinado com a outra parte, inclusive sendo usado para ajudar nesse processo. Ademais, não estar vinculado permanentemente a um imóvel contra a vontade e poder seguir a vida e os sonhos é uma liberdade que o repasse imobiliário pode trazer. 

O repasse imobiliário, quando acordado em contrato e de comum acordo entre as partes, pode ser muito benéfico para os seus planos de casa nova, ou de alguma mudança que não foi planejada. Porém, é importante que conte com ajuda especializada para evitar erros e atrasos no processo. 

A Trisul faz o acompanhamento em todas as etapas do repasse imobiliário. Nossa assessoria fica responsável desde a apresentação da proposta sobre qual banco escolher para seguir o contrato até as etapas finais do registro, oferecendo mais agilidade e segurança.

Deseja saber mais sobre o assunto? Confira este outro artigo para entender mais detalhes sobre as etapas para financiar seu imóvel!

Compartilhar.

Comentários estão fechados.